Em destaque

A Série 95%/5%

Já fazia um tempo que estava com essa ideia de trazer um conteúdo reflexivo, conceitual, opinativo, provocador. Di Morais, profissional da Di Comedy Comunicação, meu amigo e assessor sugeriu o youtube.
Pensei: uma boa oportunidade de usar a plataforma de maneira coerente…

A série vai ao ar de segunda a sexta às 19h00, não sei (hoje) dizer até quantos episódios gravarei, só posso dizer que ficou na cabeça 100.

Esse é o primeiro episódio, apresento o porquê desses números, acompanhe:

Em destaque

⭐Encontro com Estrelas⭐

Recentemente fui convidado para assessorar a estrela global Fernanda Souza na abertura do champagne utilizando o Sabre (*).

Curiosamente testamos com um espumante mais simples e não funcionou dada a qualidade da garrafa (sua linha de corte era muito fina), mas na garrafa do programa (Vai Fernandinha) funcionou muito bem. Saindo de lá vi que fazia todo o sentido a frase “Estou bebendo estrelas”, que teria dito Dom  Pérignon, monge beneditino, ao beber pela primeira vez o vinho espumante de Champagne.
Champagne é realmente uma bebida de estrelas, encanta por sua beleza, seus aromas e pelos momentos em que são abertos. A bolha representa muito bem, uma bolha onde estão as estrelas, seus mundos particulares e uma forma bem especial de ver e falar com o mundo.
Não posso dar detalhes, mas o programa todo me colocou num universo fantástico, uma casa de chocolate, país das maravilhas, ou porque não dizer o excêntrico mundo de estrelas champanhadas!

Tão fantástico e paradoxal, um mundo de estrelas unidos pelo espumante francês, tão francês quanto outra estrela, Napoleão Bonaparte, excelente estrategista, amante e atento as boas coisas da vida, talvez por isso se mantinha sempre à frente de suas batalhas para voltar vivo de todas elas.
A Arte e a Guerra são para poucos, para aqueles que se colocam a frente de seu tempo, das situações, colocam força e ternura, se esmeram em detalhes com profundidade, alcançam, talvez, por que veem de cima, estrelas!

Aproveitei o momento, ensaiei e registrei. Assista ao vídeo:
 


(*)A Sabragem é uma técnica, de origem francesa,
utilizada para abrir uma garrafa de champagne. Este ritual  tem suas origens no século XVIII, quando Napoleão Bonaparte comemorava com seus soldados, as batalhas vencidas, degolando as garrafas de champagne com seus sabres.

Cada um no seu lugar?

O afiadíssimo Pondé recentemente publicou em sua coluna na Gazeta do Povo o artigo: “O Problema do Marketing” (https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/luiz-felipe-ponde/o-problema-do-marketing/).

Sabemos que Pondé é conhecido como filósofo, comunicador e escritor, mas não conta um papel relevante como “homem de marketing” e esse é o ponto. Eu, como homem de marketing poderia criticar alguns pontos de seu artigo, porém o que me chama atenção é exatamente o seguinte: Cada um no seu lugar? Lugar de fala?…

Já há algum vimos convivendo com essa ideia que “só” pode expressar quem tem posição dentro do tema. A questão ganhou destaque pela filósofa Djamila Ribeiro e o “lugar de fala”, uma ideia a dar voz a minoria oprimidas, o que faz muito sentido. No entanto a ideia central foi vulgarizada e parece caso não seja uma pessoa expert no assunto ou reconhecida em seu papel não podemos mais opinar. Dessa forma pensadores, analistas do comportamento humano, filósofos e outros personagens são enfraquecidos em suas opiniões embora tenham conhecimento, articulação e retórica.

Nessas horas me pergunto: Não posso argumentar, não há lugar para ampliar o debate, devo reservar o espaço acadêmico e não o social para discutir determinado assunto ou só posso discutir sobre aquilo que estou identificado, graduado para? Isso não seria cercear meu direito de livre expressão?

Modestamente precisamos repensar essa qualidade do debate posto que aos poucos vemos cada vez menos atores em diversos cenários provocando monopólio de opiniões, pouca diversidade e amplitude, quando justamente precisamos o contrário para incluir mais e mais pessoas no pensamento reflexivo.

Quanto ao artigo do querido Pondé não posso concordar que “O marketing é um retrocesso cognitivo na evolução da espécie” – O Marketing por si não geraria esse evento, não é o papel dele. Um retrocesso cognitivo estaria ligado a educação, pouco estímulo a reflexão e por conseguinte a recusa de ideias irreais que te levariam a consumir um determinado produto ou serviço. No final a escolha é sempre individual assim como sua motivação.

Especialista em Marcas, leva pra sua vida pessoal como fazer a Diferença?

Aumente seu desempenho financeiro com o mesmo planejamento dos grandes negócios.

Em fevereiro desse 2022 Alexandre Santucci, o professor Santucci colocou no ar uma ideia que 95% das pessoas estão na média, abaixo ou ligeiramente acima, são medíocres (no sentido literal da palavra) e apenas 5% fazem a diferença no mundo, desses 1% literalmente mudam a história.

Inspirado em diversos personagem da história e na própria biografia, Santucci aborda diversos temas em 5 perspectivas: Emoção e Felicidade; Posicionamento e Propósito, Educação e Dicas de Leitura, filmes; O Vinho (e suas analogias) e de forma livre. Cada tema ganha 5 episódios ou em alguns casos 10. Liderança, estratégia, medo, viés de conhecimento (a síndrome do impostor), sexo e sexualidade, são alguns temas presentes.

Com a linguagem desenvolvida pelo Descomplicando o Vinho (uma de suas marcas) ele aborda os temas para facilitar o entendimento do espectador, porém com riqueza de informações e fontes. A série, nesse momento está chegando perto dos 95 programetes (giram em torno de 5 minutos) e ainda não divulgou como será o fechamento, apenas adiantou que os últimos 5 tem que ser diferentes.

A série é uma ideia que me acompanhava, queria gerar um conteúdo para o Youtube, mas que fosse relevante numa plataforma rica de vários assuntos. Abordar a mediocridade vem sendo tema dos nossos filósofos como o Cortella e o Karnal, minha ideia era trazer conteúdos par que as pessoas pudessem refletir, mas também aplicar na prática de suas vidas e claro afastarem-se da linha da mediocridade. Precisamos de mais pessoas autenticas, que façam a diferença, positivamente, humanamente!” – comenta Santucci.

Agora é acompanhar em seu canal alexandresantucci.
https://www.youtube.com/c/AlexandreSantucci/videos

via Assessoria de Comunicação: DC online (dconline.com.br)

Como criar estratégias para sua vida!

Na série 95/5 – Dez episódios sobre Estratégia

Separamos a playlist é só clicar e ganhar!

▶️ Série 95%/5% – Estratégia

Já pensou como pode ser importante ter um planejamento estratégico para sua vida, semelhante às grandes empresas?

Essa é a proposta dentro da série 95/5 do professor Santucci, falar sobre estratégias, suas origens e as imensas possibilidade de aplicação em sua vida.
As analogias com vinho, dicas de leitura, posicionamento e propósito estão presentes para ilustrar e facilitar o entendimento prático.

Acompanhe nesse vídeos (curtos de 5 min) como começar a refletir sobre o tema e que ferramentas estão disponíveis.

O Vinho e suas Analogias (#003)

Série 95%/5%

Não poderia deixar o vinho de fora, aliás o vinho foi fundamental que criar essa linha de pensamento, e a série…

Assista ao vídeo e verá o porquê!

Série 95/5 – Não para de estudar! #002

Nesse episódio uso a analogia da ida ao supermercado, uma historieta que ilustra como aproveitamos o nosso tempo…

Aproveite ao máximo o conhecimento, estudar sempre!
95/5 – uma série para refletir e ampliar!

Contornos

Só porque você é gata?

Não, não, talvez não seja pelos seus contornos,
Contornos?
Entornos, retornos!

Talvez sejam os retornos, 
Retornos, não vividos, vívidos
Vividos sim, digitais, sentidos, analógicos, por vezes soturnos
Mas, repletos, intensos, de imagens e vídeos

Não sei dizer a origem,
São seus olhos, contorno dos lábios, nariz, linha reta...
Contornos, de novo?

Tudo bobagem, nada disso interage, é sobre o que transigem
Sobre as palavras, ações, emoções, maternidade, uma malicia esperta!
Não são os contornos, são os contornos, 

Aquilo que me entorta aqui dentro: Vida!


	

Após momento adverso, Orion Vinhos apresenta novos planos de negócios para o mercado da bebida

“O ponto crucial da nova Orion é a comunicação”, diz o consultor de comunicação e marketing de empresa, Alexandre Santucci.

Fonte: Portal Pepper; Foto: Duda Morais

Segundo um estudo realizado pela Ideal Consulting, o consumo de vinho por brasileiros no período teve um aumento de mais de 30% no último ano, ou seja, 2,78 litros per capita. Os números serviram como uma injeção de entusiasmo no setor, onde várias importadoras estão apostando na reformulação para cativar ainda mais o público consumidor da bebida. É o caso da Orion Vinhos, que em 2019 passou pela operação anti-fraude intitulada Vino Veritas e que resultou em momento delicado para a empresa, que após uma batalha judicial e uma prestação de contas retorna mais fortes ao mercado.

“A Orion é uma empresa com mais de dez anos. A Orion Vinhos faz parte desse grupo de empresas. No final do ano passado houve uma mudança. Eu diria que foi uma mudança estrutural com a saída de um diretor da empresa. Nós começamos a repensar o que seria a Orion. A atual diretoria não queria só crescer, mas crescer vislumbrando o futuro do vinho no país. A empresa tem uma pretensão que é de ser a melhor importadora do Brasil, mas é uma pretensão plausível porque a gente já tinha esse modelo de negócio. O que nós introduzimos nessa nova identidade é uma forma de se comunicar. O ponto crucial da nova Orion é a comunicação”, explica o consultor de comunicação e marketing da empresa, Alexandre Santucci.

Há quase trinta anos no mercado de vinhos, Santucci é autor do livro “Descomplicando o Vinho” que teve origem a partir do blog homônimo considerado o mais antigo do Brasil no segmento. Para a nova era da empresa ao qual está à frente, ele comenta: “Essa foi uma ação (2019) que doeu para empresa, mas como dizem que os justos descansam, foi isso que fizemos. Passamos por esse processo e hoje a empresa permanece ativa. Já está tudo esclarecido, mas há o momento correto de falar disso. Nós estamos livres. A Orion continua fazendo o que está em seu DNA que é vender bem, vender barato ou vender o mais barato possível e trazer bons produtos”.

Sediada em São Paulo, a Orion Vinhos possui mais de 250 rótulos da bebida em seu catálogo, agradando a todo e qualquer paladar, não importando se é um enólogo, enófilo ou sommelier. No final de 2020, a empresa desenvolveu a campanha “Honrando a Estrela”, ao qual desenvolveu seu novo logotipo inspirado na constelação de Orion que é formada por inúmeras estrelas brilhantes e que simbolizam o vasto estoque de produtos da importadora, destacando as duas grandes estrelas mais importantes da constelação, uma vermelha (Betelegeuse) e outra azul (Rígel) – “pensamos uma forma de comunicar o novo logo, por isso as cores misturam os tons de vermelho e azul pra justamente honrar a estrela. Essa constelação, mitologicamente, representa o caçador de grandes coisas ou das belas coisas, e é isso que a gente faz. A própria logística da Orion foi uma grande mudança e que criou uma sinergia entre os clientes com uma nova forma de olhar, hoje conseguimos entregar muito rápido e com muita qualidade, principalmente armazenar bem nossos produtos”, explica Santucci.

Com anos de experiência no mercado, a Orion Vinhos oferece um dos maiores catálogos de rótulos de vinhos importados do Brasil. A empresa reafirma seu compromisso com o setor e fornecedores, com marcas importantes e campeãs de vendas. “A Orion não comercializa vinhos brasileiros, ainda, e isso está no nosso planejamento, mas hoje ainda não. Como especialista em vinhos posso dizer que o vinho brasileiro vem crescendo muito e a cada ano temos melhorias nas regiões produtoras. Talvez o brasileiro não saiba, mas hoje produzimos em Goiânia, São Paulo, Minas Gerais, e não só no Rio Grande do Sul. O brasileiro é um consumidor parecido como qualquer outro do mundo é uma grande besteira acreditarmos que o francês é um consumidor exigente, não é. Os franceses conhecem tão pouco como os brasileiros, o que muda nesses países é que eles têm o hábito de consumir, eles bebem, mas não entendem”, diz.

Recentemente a empresa teve o vinho chileno “Toro de Piedra” retirado de seu catálogo. A marca passou a ser representada por outra importadora brasileira, gerando um ruído no código de conduta no mercado. Alexandre Santucci explica sobre a situação: “Se a gente quer ser a melhor importadora do Brasil, temos que entender o mercado em que estamos. Posso falar de experiência, pois são quase 30 anos trabalhando nisso, e, infelizmente, além da vantagem do Brasil, temos essa coisa da Lei de Gérson, uma vantagem sempre momentânea. Ela não é interessante para ninguém. O que a gente pensa como conduta é que estou sentado numa pilha de “Toro de Piedra”, mas quem vê nosso estoque vai ver que tenho muito mais. O importador que vai trazer isso para o Brasil não se deu conta do tamanho do trabalho que ele vai ter. Eu tenho produto aqui para ficar um ano vendendo, mas o outro importador que pegou nosso fornecedor também não se deu conta que temos produtos no porto desse mesmo fornecedor. Ou seja, o produtor não entende que a marca dele fica mal-vista pela sua atitude, o distribuidor que traz não entende que ele vai ter uma competição ruim pra ele, já que posso vender a qualquer momento o produto no custo e ele não vai vender”.

“Quando a gente encontra esse tipo de problema, vemos como é minúsculo e como a mentalidade é ruim. Ao contrário disso, se porventura o produtor conversa com o atual importador para entender por que aquele produto dele não está funcionando, você começa a construir com esse seu parceiro de negócio uma viabilização dos seus produtos no mercado brasileiro. Nisso, o próprio importador vai entender que a questão não é com ele, então você tem uma saída elegante para um negócio. Por outro lado, aquele que está cobiçando esse produto se interessa por ele. O que imaginamos que ele deva fazer é conversar com o atual importador para saber por que o produtor me procurou, o quanto você tem desse produto em estoque etc. Ele também vai entender onde está entrando. Isso é uma questão de comunicação. Por isso o nosso eixo central dessa nova Orion é a comunicação. Não se faz marcas de vinho. As marcas acontecem no Brasil e nós vamos mudar isso!”, finaliza Santucci.

20:02

Sucesso é o Caminho – O que há por trás dos números e as horas invertidas 20:02

Nesse vídeo você verá: O que há por trás dos números e as horas invertidas 20:02​
A história da escolha do horário da live no instagram – Segundas às 20:02​.
Como uma escolha intuitiva foi revelando o poder do que estava por trás de uma “simples escolha”
O símbolo da numerologia, da influencia dos anjos, do ano 2020, o dia 20 de 02 e a hora 20:02​.
Ser Grato a tudo, e em seu nível mais profundo revela o sentimento, semelhante a felicidade, seja Luz!

Acolha o grato, a gratidão!

siga o Prof. Santucci nas redes sociais FB e IG @santuccioficial
Palestra por “Trás da Marca – A Marca é Você!”
Saiba mais:
amarcaevoce.com.br
portrasdamarca.com.br

Mentoria | Palestra | Livros – Contato: https://linktr.ee/santuccioficial

#marcapessoal​ #numeros​ #santucci​ #alexandresantucci​ #portrasdamarca​ #sucessoéocaminho​ #personalbranding​ #branding​ #descomplicandoovinho​ #mentalidade​ #abundancia

Conheça Alexandre Santucci…

 publicado no dia 26/02/2021 (texto reproduzido na integra, veja o original aqui)

Conheça Alexandre Santucci, palestrante e idealizador do mais antigo blog de vinhos do Brasil

HÁ MAIS DE 25 ANOS SE DEDICANDO A EDUCAÇÃO ETÍLICA, O PROFISSIONAL É AUTOR DO LIVRO QUE LEVA O NOME DE SUA PÁGINA NA INTERNET: DESCOMPLICANDO O VINHO

Não há dúvidas de que uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros, e por habitantes de todo o mundo, é o vinho. Seja seco, suave, tinto ou branco, não é difícil encontrar pessoas que apreciem essa bebida secular e que harmoniza com diferentes sabores e texturas da culinária global. Dedicar-se aos estudos e entender o mercado que envolve o Vinho são tarefas em que Santucci, como é conhecido se empenha há mais de duas décadas. 


Suas atuações se explicitam nas mais importantes importadoras e vinho do Brasil como Expand, La Pastina e Mistral. O profissional, que ingressou no mercado através da área de vendas/marketing, iniciou a carreira na importadora de vinhos Expand – Domaine Saint-Marie no Shopping D&D, em São Paulo, alavancando os ganhos da empresa e tornando a loja uma das mais visitadas pelo público no shopping center. Santucci já atuou como executivo de grandes redes hoteleiras e no mercado de dermocosméticos.

Graduado em Psicologia, especialista em Marketing Estratégico e Professor universitário são alguns dos títulos que Alexandre carrega, além de três especializações que lhe proporcionam grande amplitude de ação e atuação.
“O mercado do vinho é extremamente sedutor. Existe uma gama enorme de produtos, vinícolas, produtores e profissionais envolvidos para elaborarem as bebidas mais refinadas e que agradam diferentes paladares” finaliza.

SOBRE

O “Descomplicando o Vinho” existe desde 2001 como um conceito. O projeto rendeu uma marca, que virou um blog, circuito de palestras, colunas em TVs e Jornais, além de apresentações no teatro, caso do “Wine Comedy” em 2017. Após a primeira edição do livro lançado em 2013, a segunda edição já está à venda em um material revisado e ampliado.

Serviço

Alexandre Santucci – Descomplicando o Vinho (blog acesse aqui)
www.santuccioficial.com.br
Instagram: @santuccioficial

%d blogueiros gostam disto: