Série 95/5 – Não para de estudar! #002

Nesse episódio uso a analogia da ida ao supermercado, uma historieta que ilustra como aproveitamos o nosso tempo…

Aproveite ao máximo o conhecimento, estudar sempre!
95/5 – uma série para refletir e ampliar!

A Série 95%/5%

Já fazia um tempo que estava com essa ideia de trazer um conteúdo reflexivo, conceitual, opinativo, provocador. Di Morais, profissional da Di Comedy Comunicação, meu amigo e assessor sugeriu o youtube.
Pensei: uma boa oportunidade de usar a plataforma de maneira coerente…

A série vai ao ar de segunda a sexta às 19h00, não sei (hoje) dizer até quantos episódios gravarei, só posso dizer que ficou na cabeça 100.

Esse é o primeiro episódio, apresento o porquê desses números, acompanhe:

Contornos

Só porque você é gata?

Não, não, talvez não seja pelos seus contornos,
Contornos?
Entornos, retornos!

Talvez sejam os retornos, 
Retornos, não vividos, vívidos
Vividos sim, digitais, sentidos, analógicos, por vezes soturnos
Mas, repletos, intensos, de imagens e vídeos

Não sei dizer a origem,
São seus olhos, contorno dos lábios, nariz, linha reta...
Contornos, de novo?

Tudo bobagem, nada disso interage, é sobre o que transigem
Sobre as palavras, ações, emoções, maternidade, uma malicia esperta!
Não são os contornos, são os contornos, 

Aquilo que me entorta aqui dentro: Vida!


	

Após momento adverso, Orion Vinhos apresenta novos planos de negócios para o mercado da bebida

“O ponto crucial da nova Orion é a comunicação”, diz o consultor de comunicação e marketing de empresa, Alexandre Santucci.

Fonte: Portal Pepper; Foto: Duda Morais

Segundo um estudo realizado pela Ideal Consulting, o consumo de vinho por brasileiros no período teve um aumento de mais de 30% no último ano, ou seja, 2,78 litros per capita. Os números serviram como uma injeção de entusiasmo no setor, onde várias importadoras estão apostando na reformulação para cativar ainda mais o público consumidor da bebida. É o caso da Orion Vinhos, que em 2019 passou pela operação anti-fraude intitulada Vino Veritas e que resultou em momento delicado para a empresa, que após uma batalha judicial e uma prestação de contas retorna mais fortes ao mercado.

“A Orion é uma empresa com mais de dez anos. A Orion Vinhos faz parte desse grupo de empresas. No final do ano passado houve uma mudança. Eu diria que foi uma mudança estrutural com a saída de um diretor da empresa. Nós começamos a repensar o que seria a Orion. A atual diretoria não queria só crescer, mas crescer vislumbrando o futuro do vinho no país. A empresa tem uma pretensão que é de ser a melhor importadora do Brasil, mas é uma pretensão plausível porque a gente já tinha esse modelo de negócio. O que nós introduzimos nessa nova identidade é uma forma de se comunicar. O ponto crucial da nova Orion é a comunicação”, explica o consultor de comunicação e marketing da empresa, Alexandre Santucci.

Há quase trinta anos no mercado de vinhos, Santucci é autor do livro “Descomplicando o Vinho” que teve origem a partir do blog homônimo considerado o mais antigo do Brasil no segmento. Para a nova era da empresa ao qual está à frente, ele comenta: “Essa foi uma ação (2019) que doeu para empresa, mas como dizem que os justos descansam, foi isso que fizemos. Passamos por esse processo e hoje a empresa permanece ativa. Já está tudo esclarecido, mas há o momento correto de falar disso. Nós estamos livres. A Orion continua fazendo o que está em seu DNA que é vender bem, vender barato ou vender o mais barato possível e trazer bons produtos”.

Sediada em São Paulo, a Orion Vinhos possui mais de 250 rótulos da bebida em seu catálogo, agradando a todo e qualquer paladar, não importando se é um enólogo, enófilo ou sommelier. No final de 2020, a empresa desenvolveu a campanha “Honrando a Estrela”, ao qual desenvolveu seu novo logotipo inspirado na constelação de Orion que é formada por inúmeras estrelas brilhantes e que simbolizam o vasto estoque de produtos da importadora, destacando as duas grandes estrelas mais importantes da constelação, uma vermelha (Betelegeuse) e outra azul (Rígel) – “pensamos uma forma de comunicar o novo logo, por isso as cores misturam os tons de vermelho e azul pra justamente honrar a estrela. Essa constelação, mitologicamente, representa o caçador de grandes coisas ou das belas coisas, e é isso que a gente faz. A própria logística da Orion foi uma grande mudança e que criou uma sinergia entre os clientes com uma nova forma de olhar, hoje conseguimos entregar muito rápido e com muita qualidade, principalmente armazenar bem nossos produtos”, explica Santucci.

Com anos de experiência no mercado, a Orion Vinhos oferece um dos maiores catálogos de rótulos de vinhos importados do Brasil. A empresa reafirma seu compromisso com o setor e fornecedores, com marcas importantes e campeãs de vendas. “A Orion não comercializa vinhos brasileiros, ainda, e isso está no nosso planejamento, mas hoje ainda não. Como especialista em vinhos posso dizer que o vinho brasileiro vem crescendo muito e a cada ano temos melhorias nas regiões produtoras. Talvez o brasileiro não saiba, mas hoje produzimos em Goiânia, São Paulo, Minas Gerais, e não só no Rio Grande do Sul. O brasileiro é um consumidor parecido como qualquer outro do mundo é uma grande besteira acreditarmos que o francês é um consumidor exigente, não é. Os franceses conhecem tão pouco como os brasileiros, o que muda nesses países é que eles têm o hábito de consumir, eles bebem, mas não entendem”, diz.

Recentemente a empresa teve o vinho chileno “Toro de Piedra” retirado de seu catálogo. A marca passou a ser representada por outra importadora brasileira, gerando um ruído no código de conduta no mercado. Alexandre Santucci explica sobre a situação: “Se a gente quer ser a melhor importadora do Brasil, temos que entender o mercado em que estamos. Posso falar de experiência, pois são quase 30 anos trabalhando nisso, e, infelizmente, além da vantagem do Brasil, temos essa coisa da Lei de Gérson, uma vantagem sempre momentânea. Ela não é interessante para ninguém. O que a gente pensa como conduta é que estou sentado numa pilha de “Toro de Piedra”, mas quem vê nosso estoque vai ver que tenho muito mais. O importador que vai trazer isso para o Brasil não se deu conta do tamanho do trabalho que ele vai ter. Eu tenho produto aqui para ficar um ano vendendo, mas o outro importador que pegou nosso fornecedor também não se deu conta que temos produtos no porto desse mesmo fornecedor. Ou seja, o produtor não entende que a marca dele fica mal-vista pela sua atitude, o distribuidor que traz não entende que ele vai ter uma competição ruim pra ele, já que posso vender a qualquer momento o produto no custo e ele não vai vender”.

“Quando a gente encontra esse tipo de problema, vemos como é minúsculo e como a mentalidade é ruim. Ao contrário disso, se porventura o produtor conversa com o atual importador para entender por que aquele produto dele não está funcionando, você começa a construir com esse seu parceiro de negócio uma viabilização dos seus produtos no mercado brasileiro. Nisso, o próprio importador vai entender que a questão não é com ele, então você tem uma saída elegante para um negócio. Por outro lado, aquele que está cobiçando esse produto se interessa por ele. O que imaginamos que ele deva fazer é conversar com o atual importador para saber por que o produtor me procurou, o quanto você tem desse produto em estoque etc. Ele também vai entender onde está entrando. Isso é uma questão de comunicação. Por isso o nosso eixo central dessa nova Orion é a comunicação. Não se faz marcas de vinho. As marcas acontecem no Brasil e nós vamos mudar isso!”, finaliza Santucci.

20:02

Sucesso é o Caminho – O que há por trás dos números e as horas invertidas 20:02

Nesse vídeo você verá: O que há por trás dos números e as horas invertidas 20:02​
A história da escolha do horário da live no instagram – Segundas às 20:02​.
Como uma escolha intuitiva foi revelando o poder do que estava por trás de uma “simples escolha”
O símbolo da numerologia, da influencia dos anjos, do ano 2020, o dia 20 de 02 e a hora 20:02​.
Ser Grato a tudo, e em seu nível mais profundo revela o sentimento, semelhante a felicidade, seja Luz!

Acolha o grato, a gratidão!

siga o Prof. Santucci nas redes sociais FB e IG @santuccioficial
Palestra por “Trás da Marca – A Marca é Você!”
Saiba mais:
amarcaevoce.com.br
portrasdamarca.com.br

Mentoria | Palestra | Livros – Contato: https://linktr.ee/santuccioficial

#marcapessoal​ #numeros​ #santucci​ #alexandresantucci​ #portrasdamarca​ #sucessoéocaminho​ #personalbranding​ #branding​ #descomplicandoovinho​ #mentalidade​ #abundancia

Conheça Alexandre Santucci…

 publicado no dia 26/02/2021 (texto reproduzido na integra, veja o original aqui)

Conheça Alexandre Santucci, palestrante e idealizador do mais antigo blog de vinhos do Brasil

HÁ MAIS DE 25 ANOS SE DEDICANDO A EDUCAÇÃO ETÍLICA, O PROFISSIONAL É AUTOR DO LIVRO QUE LEVA O NOME DE SUA PÁGINA NA INTERNET: DESCOMPLICANDO O VINHO

Não há dúvidas de que uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros, e por habitantes de todo o mundo, é o vinho. Seja seco, suave, tinto ou branco, não é difícil encontrar pessoas que apreciem essa bebida secular e que harmoniza com diferentes sabores e texturas da culinária global. Dedicar-se aos estudos e entender o mercado que envolve o Vinho são tarefas em que Santucci, como é conhecido se empenha há mais de duas décadas. 


Suas atuações se explicitam nas mais importantes importadoras e vinho do Brasil como Expand, La Pastina e Mistral. O profissional, que ingressou no mercado através da área de vendas/marketing, iniciou a carreira na importadora de vinhos Expand – Domaine Saint-Marie no Shopping D&D, em São Paulo, alavancando os ganhos da empresa e tornando a loja uma das mais visitadas pelo público no shopping center. Santucci já atuou como executivo de grandes redes hoteleiras e no mercado de dermocosméticos.

Graduado em Psicologia, especialista em Marketing Estratégico e Professor universitário são alguns dos títulos que Alexandre carrega, além de três especializações que lhe proporcionam grande amplitude de ação e atuação.
“O mercado do vinho é extremamente sedutor. Existe uma gama enorme de produtos, vinícolas, produtores e profissionais envolvidos para elaborarem as bebidas mais refinadas e que agradam diferentes paladares” finaliza.

SOBRE

O “Descomplicando o Vinho” existe desde 2001 como um conceito. O projeto rendeu uma marca, que virou um blog, circuito de palestras, colunas em TVs e Jornais, além de apresentações no teatro, caso do “Wine Comedy” em 2017. Após a primeira edição do livro lançado em 2013, a segunda edição já está à venda em um material revisado e ampliado.

Serviço

Alexandre Santucci – Descomplicando o Vinho (blog acesse aqui)
www.santuccioficial.com.br
Instagram: @santuccioficial

Di Morais e seu Acústico Business

Humorista comemora nova fase unindo humor ao empreendedorismo

Di Morais, em plena pandemia apostou na criação de um novo espaço no coração da capital paulista, o Acústico Business

Audacioso: Em setembro de 2020, ano em que o Brasil vive a pandemia de coronavírus, Di Morais foi responsável pela inauguração de um promissor espaço de eventos na Rua da Consolação, esquina com a Paulista – coração financeiro e cultural de São Paulo.

A inauguração da casa aconteceu no dia Setembro de 2020, com uma apresentação do show solo de stand-up comedy do Di Morais, denominado de “Acho que é Infarto” assinado por Sergio Mallandro, feito especialmente para os visitantes que se deslocaram em um período tão delicado para prestigiar o artista. “O Acústico [Business] nasceu em um período muito particular. Seguindo rigorosamente todas as regras de higienização e distanciamento entre pessoas determinada pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Queremos dar risada, não ficarmos doentes” brinca.
O espaço foi desenhado para receber diferentes eventos, além dos shows de comédia stand-up. É possível reunir amigos para encontros, profissionais que queiram agendar palestras, lançamento de produtos, ensaio aberto para artistas SOLO eu ou duplas, lives, e claro apresentações de stand up comedy. . Além das instalações, que contam com um moderno ar condicionado capaz de trocar por completo o ar do ambiente a cada dois minutos e o poderoso sistema de som, Acústico Business também oferece o serviço de cantina, com salgados e bebidas preparadas no dia de cada evento.
Há mais de dez anos no circuito de stand-up comedy na capital paulista, Di Morais é sucesso garantido por onde passa. Esse ano, em função da pandemia do coronavírus, realizou apresentações on-line e em formato drive-in.
O profissional ingressou na comédia aos 37 anos, mas, segundo ele, a idade lhe fez empreender e enxergar o mercado “como negócios” seguindo a tradição raiz de texto autoral. O pessoal costuma ingressar no stand-up ainda na adolescência ou antes dos 30 anos. Comigo foi diferente e isso me mostrou que sou um eterno jovem: com muito bom humor e vontade para empreender”.

Sorrir faz bem a saúde e é muito bom, agora viver de comedia é simplesmente divida, minha eterna gratidão a Deus, aos parceiros e á vida, finaliza, Di Morais.

Saiba mais: acusticobusiness.com.br
Ingressos e Agenda: acusticoticket.com.br

Sobre xícaras, café e a graça

Ofereça sempre o melhor do seu café! 

coffee-2588595_1920

 

 

🎙 Ouça o podcast do Santucci 🎙

 

 

O que fazemos ao construir nossas marcas pessoais é preservar o que há de melhor em nossas vidas, além de distinguir as ferramentas adequadas para cada momento no caminho que traçamos.

 

Encontrei nesse texto uma metáfora muito apropriada para exemplificar, acompanhe:

Um grupo de ex-alunos, todos muito bem estabelecidos profissionalmente, se reuniu para visitar um antigo professor da universidade.

Em pouco tempo, a conversa girava em torno de queixas de estresse no trabalho e na vida como um todo.

Ao oferecer café aos seus convidados, o professor foi à cozinha e retornou com um grande bule e uma variedade de xícaras – de porcelana, plástico, vidro, cristal; algumas simples, outras caras, outras requintadas; dizendo a todos para se servirem.

Quando todos os estudantes estavam de xícaras em punho, o professor disse: Se vocês repararem, pegaram todas as xícaras bonitas e caras, e deixaram as simples e baratas para trás. Uma vez que não é nada anormal que vocês queiram o melhor para si, isto é a fonte dos seus problemas e estresse. Vocês podem ter certeza de que a xícara em si não adiciona qualidade nenhuma ao café. Na maioria das vezes, são apenas mais caras e, algumas vezes, até ocultam o que estamos bebendo.

 

O que todos vocês realmente queriam era o café, não as xícaras, mas escolheram, conscientemente, as melhores xícaras… e então ficaram todos de olho nas xícaras uns dos outros.

 

Agora pensem nisso: ‘A Vida é o café, e os empregos, dinheiro e posição social são as xícaras. Elas são apenas ferramentas para sustentar e conter a Vida… E o tipo de xícara que temos não define, nem altera, a qualidade de Vida que vivemos. Às vezes, ao concentrarmo-nos apenas na xícara, deixamos de saborear o café que Deus nos deu.

 

Deus côa o café, não as xícaras…Saboreie seu café!!!!!

fonte: internet

 

Prof. Santucci
Psicólogo pela USM, Mentor de Marca Pessoal, Escritor e Comunicador, Pós graduado em Medicina Psicossomática (UNAERP), em Artes Cênicas-Teatro (USJ) e Especialista em Marketing. Professor das áreas de Psicologia, Gestão de Pessoas, Marketing, Vendas e Serviços.

“A Depressão Curou Minha Vida”

A depressSetembro Amarelo é nome da campanha de prevenção ao suicídio. São diversos os fatores que levam alguém atentar contra a própria vida, o mais comum são os estados de depressão.

Aquele que já teve depressão é um depressivo, o que fazemos é evitar as recaídas, portanto é uma condição controlável que merece sempre nossa atenção.

(assista no Youtube a história contada por Santucci)

Particularmente, tive uma reincidência, mas me dei conta de como esse é um lugar que não quero voltar, por isso decidi, em 2017, escrever um livreto contando minha experiência com a doença, o intitulei de “A Depressão Curou Minha Vida” (está disponível para compra do livro físico e para baixar *).

Pensava que mais pessoas poderiam ter acesso a minha experiência e, de alguma forma, estabelecer paralelos e ajudar no processo terapêutico.
Sabemos que o número de suicídios no Brasil é alto, são 32 diariamente no país, média de 1 a cada 45 minutos. Infelizmente a essa estatística somam-se adolescentes. É muito triste um adolescente não ver perspectiva e num ato de loucura ceifar a própria vida.

Bem, minhas amigas e amigos, decidi contar presencialmente minha experiência, falar sobre a depressão, sua prevenção e cura para todos os públicos.

Quem tiver acesso a escolas, igrejas, outros centros para jovens e adultos e achar a ideia oportuna, por gentileza abra o canal.

Ficarei muito feliz em contribuir para a vida das pessoas.

(*) A compra do livro físico tem todo seu lucro destinado a causas de prevenção ao suicídio. Para as palestras sobre esse tema o Prof. Santucci não cobra ou destina o cachê também para o mesmo fim (excluindo custos de deslocamentos, hospedagem e alimentação).

Prof. Santucci
Psicólogo pela USM, Mentor de Marca Pessoal, Escritor e Comunicador, Pós graduado em Medicina Psicossomática (UNAERP), em Artes Cênicas-Teatro (USJ) e Especialista em Marketing. Professor das áreas de Psicologia, Gestão de Pessoas, Marketing, Vendas e Serviços.

Você sabe o que é Netweaving?


🎙 Ouça o podcast do Santucci  🎙

Vou contar uma história…

Havia um produtor de vinhos, muito respeitado, competente, preferia ser reconhecido por seu produto, sua história. Não era da turma dos vinhateiros, mas os conhecia, respeitava-os, pertencia ao meio.

Um dia uma elegante produtora de rolhas o procurou dizendo ter um ótimo produto e que era conhecida dos vinhateiros do lugar, tinha um belo networking com eles. Ele aceitou a oferta e passou a comprar dela as rolhas. Com o tempo ela ofertava mais e mais, tinha bons argumentos, previa excelentes safras e compras por novos mercados, dizia que o ajudaria se fosse preciso. Ele pensava na coerência das justificativas e comprava, até que num ponto já tinha rolha para duas boas safras. Quando ela voltou com mais uma oferta ele recusou. Ela, indignada, saiu. Insistiu algumas vezes, ele, cordato, explicava que não havia mais necessidade de compra naquele momento. Ele passou a não mais atendê-la, dizendo que se precisasse a contataria.

Muito ofendida, procurou pessoas do relacionamento dele e disse que ele a maltratou, fez de forma elegante, mas fez. A curiosidade levou essas pessoas por saber mais, ela por sua vez, disse que talvez ele estivesse quebrado, ou seu produto não estava tão bom, estava perdendo mercado, mas enfim, que não deveria tê-la tratado dessa forma.

A noticia se espalhou, sua comunidade já não o chamava mais e mesmo com os que ele falava, ninguém tocava no assunto, pelo contrário, o tratavam com educação, até que alguns passaram a não responder. 

O “fato” chegou aos seus clientes e como ele era um malfeitor, que abusava de mulheres e adulterava seus vinhos, foi perdendo seus clientes…
Para não perder tudo e deixar de cumprir seus compromissos com fornecedores, prestadores de serviços, vendeu a propriedade e saiu do negócio.

Seus amigos “leais” que também não sabiam do ocorrido o ajudaram.  Mudou de ramo!
Para falar a verdade, a rede que ele fazia parte se ajudava sem ter como objetivo um lucro imediato, uma venda matadora, pelo contrário, falavam em lucro com propósito, como as pessoas que o ajudavam na colheita vinham sempre de fora, sempre indicados por esses amigos, eram pessoas que precisavam do emprego, mas saiam com ensinamentos e progrediam. Era uma rede do bem, tecida como em teias, não havia um influenciador, as pessoas se viam como iguais, relações fraternais, de ajuda.
Isso é Netweaving!

Prof. Santucci
Psicólogo pela USM, Mentor de Marca Pessoal, Escritor e Comunicador, Pós graduado em Medicina Psicossomática (UNAERP), em Artes Cênicas-Teatro (USJ) e Especialista em Marketing. Professor das áreas de Psicologia, Gestão de Pessoas, Marketing, Vendas e Serviços.


%d blogueiros gostam disto: