Você trai, mas não aguenta ser traído?

 

“Bom, deixa eu começar, namorei um tempo e fui morar junto com uma pessoa muito boa maravilhosa (M****) ficamos 4 anos juntos. Nos 2 primeiros anos foi muito bom , Mas depois começou brigas e acabou que desgastando o relacionamento, foi ai que senti vontade de arrumar uma outra pessoa , ou seja quis viver uma vida extraconjugal, com S***** uma moça muito boa também. 

Com o passar do tempo comecei a amar a S***** querendo muito me separar da M***** , mas era complicado separar da M*****, a gente tinha uma vida junto então construímos muitas coisas junto , mas eu queria mesmo separar. Foi então que a  M***** começou desconfiar de mim , ai as brigas pioraram, então prometi a S****** que eu ia mesmo me separar , e que eu queria ela comigo, mas precisava de um tempo para acertar as coisas em casa. Ai então eu não quis me arriscar em a M***** descobrir tudo de verdade eu me afastei da S***** até que eu resolvesse a minha vida com a M***** digo nos bens que a gente tem, casa ,carro e talz. Mas eu me encontrava com a S*****em data muito distante cada 1x por mês, mas o menos ou 2x eu não queria arriscar que a M*****tivesse certeza. E isso demoro muito tempo, foi ai que a S***** foi em uma festa conheceu 1 cara e ficou com ele , e ele a pediu em namoro ai ficaram uma semana juntos e tiveram 1 transa , e diz ela que nunca passou de uma transa foi apenas 1x e isso foi quase no fim do ano passado e em janeiro deste ano eu resolvi minha vida com a M****
….Mas agora recentemente em uma conversa um dia na cama eu comentei sobre se ela tinha ficado com alguém e ela disse essa historia desse rapaz , também diz que não significo nada , e que também não tinha esperança em mim,achava que eu ia enrola ela e não aceitou o namoro com o cara porque ela me ama. E sinto que ela me ama não sei porque mas sinto ela abriu mão de muitas coisas para ficar comigo também. Mas o problema , é que eu não estou digerindo essa historia, me sinto enganado traído sei-la fico remoendo isso todo dia toda vez que vamos na cama eu lembro e fico muito mau.
Tentar esquecer é impossível pelo menos sem ajuda por favor me diz o que devo fazer , se tem como vocês me ajudar.
Agradeço desde já a atenção até mais e espero resposta”.
Olha o trecho dessa música:
 
Tantas você fez que ela cansou
Porque você, rapaz
Abusou da regra três
Onde menos vale mais
 
Essa era uma parte da letra de “Regra Três” de Vinicius de Morais. Na música, o rapaz enrola, enrola e acaba sozinho, porque “a moça” cansou de perdoar.
 
Não há motivos para você ficar encanado, esse era um risco que você corria. Você tinha uma vida dupla e sua amante também. 

Em realidade qualquer relação é baseada em troca, não tem “ganha/ganha”. Às vezes, temos que abrir mão de algo, é natural e faz parte da questão humana.
 
Sua amante não tinha a segurança total, nem a confiança que tudo seria bom para ela. Você está pensando que ela não deveria ter feito isso, mas esquece que ela conviveu com você tendo uma vida com sua mulher, o tempo todo.
 
Posso te dizer que o melhor é você viver sua vida com ela como se estivesse começando agora.
 
Agora sim vocês poderão viver uma vida de casal, sem terceiros. 
 
Por isso para o bem desse casal, desencane desse que é passado, senão continue a música, mas saiba que diz, tem sempre um dia em que casa cai.
 
Tem sempre o dia em que a casa cai 

 

Pois vai curtir seu deserto, vai..

 

Fique bem!
 
Alexandre Santucci
Envie suas perguntas para  SeR no Divã (sernodiva@gmail.com), seu nome não será publicado.
Publicado no SeR em 09 de Setembro de 2010 21:16
 

 

Georgia Maria diz:
 
Aqui se faz, aqui se paga!
 
Essa é a ordem natural das coisas. Você abandonou sua esposa e queria que ela ficasse ali, à sua espera ou fosse pra um convento? Acorda, rapaz!

Se você procurou refazer sua vida, ela não tinha o direito de refazer a dela?

 

Quem não quer ser “traído” (que nem foi o caso, afinal vocês nem estavam juntos), não traí.

Olha a que conclusão chegamos: você fica chateado porque se põe no lugar da sua mulher e pensa “será que ela foi tão fdp quanto eu fui?”.

Dói, né?

Resta fazer o que o Alexandre Santucci te orientou, do mesmo jeito que você quer que ela esqueça o que você fez, esqueça o que ela fez também e ponto final. 
Quem gosta de se torturar são aqueles céticos religiosos, que se autoflagelam com cordas de pregos. Se é o seu caso…

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.