Homem com Ex-Mulher Grávida dele? E Você cai nessa Ainda?

 

“Olá, estou passando por um período bem complicado em minha vida, mas vou tentar resumir… Estava namorando um homem de 32 anos até o mês passado, separado, mas que teve um filho com a ex que nasceu depois da separação. Eu tenho 38, sou separada e tenho uma filha. 
 
Conheci meu ex pela internet numa sala de bate papo, conversamos e trocamos nossos endereços eletrônicos no outro dia ele viajou de férias, tudo bem.

Passou um tempo e estava eu na sala de bate papo e quem encontro ele novamente, achamos isso uma tremenda coincidência, o que acontece raramente, começamos a conversar e depois de 1 mês, era aniversário dele e me pediu de presente que eu fosse conhecê-lo, fui, devidamente resguardada minha segurança rsrsrs. Ele me contou toda a sua história, explicando que a ex-mulher estava grávida e que seu filho nasceria daí a 02 meses, que estava separado de fato há 2 anos mas que as vezes se encontrava com ela e tinham relações e que ele quis ter o filho, só não dava conta de morar mais com ela.
Eu ouvi tudo aconselhei a ele tentar e conversamos muito sobre isto, ou seja, eu sabia do problema, mas gostei dele e ele começou a quere estar comigo todos os dias, o que permite. Passados 02 meses o filho nasceu ele continuou o mesmo na sua posição, dizendo que esta era sua escolha e que eu fazia parte dela. Ocorre que a ex-mulher não deixava barato, ligava e exigia a presença dele o tempo todo (ela tem mais 2 filhos de outros pais) ele se sentia culpado e dava toda a atenção, indo a médico, passando algumas noites com o filho pra que ela descansasse.
Eu sempre aceitei e via isto com bons olhos já que ele tem responsabilidade e deve ajudar. O tempo foi passando começamos a ter relações, isto só aconteceu depois que o filho nasceu e tive certeza que ele não queria mesmo estar junto da mãe. Nosso namoro era muito bom, gostava muito do jeito dele porque ele me intrigava com sua maneira de pensar e ser é todo orgulhoso, mas ao mesmo tempo carente.
Eu quando o conheci em 2009 expliquei que havia me separado e que em 2010 mudaria de estado, para perto de minha família, já que sou sozinha com minha filha aqui. Ele dizia que estava me amando, que eu o fazia ser melhor, tinha mudado muito sua visão e que queria uma vida como a que tínhamos de paz e amor, sempre conversamos muito e tudo era resolvido com dialogo. Ressalto que depois de umas três vezes que a ex-mulher ligou pra ele de madrugada , ficou tomando conta da minha casa, me ligava todos os dias e declarava seu amor todos os dias, dizendo que tinha resolvido viver nosso amor e que nada iria interferir deixando até explicito que se fosse necessário iria até lá para procurar emprego e se mudar caso eu fosse.(disse isto algumas vezes) mas eu não dei muita força pq acho que ele é que tem que tomar esta decisão, abandonar emprego e filho para ir comigo.
Bom, cheguei em meio a muita saudade, fiquei lá quase um mês, no outro dia minha casa foi furtada, aí fiquei muito mal, com medo, e disse que não daria mais pra continuar aqui que ia embora. Havia dito que faria uma experiência até junho, mas por outros problemas, inclusive com meu ex e sua mulher, resolvi começar a agilizar as coisas. Ele não falou nada ficou do meu lado me ajudando a colocar as coisas em ordem, e só voltou pra casa dele quando estava tudo em segurança (instalação de cerca elétrica e alarme), acabou que nem pudemos conversar direito sobre as conversas do telefone mas senti que depois disto ele ficou diferente, não deixou de ser atencioso mas não tocava no assunto do nosso relacionamento. , na semana do carnaval a ex-mulher novamente teve um ataque, ficou com o filho dele na rua até as 4 da manhã dizendo que ia descobrir aonde ele estava e que ele tinha que voltar com ele pq ela não estava aguentando aquela situação ou então um dos dois ia ter que sair da cidade (ele é de outro estado). Depois que ela voltou pra casa ele ficou esperando e viu que ela estava com o filho dele no carro ele conversou acalmou o filho e saiu. As seis da manhã ela liga novamente pra ele perguntando onde ele estava e ela lhe disse que tinha caído com o carro em um buraco e que o filho deles estava com os filhos em casa dormindo. Neste dia ele me telefonou contou o que aconteceu e não quis me ver. Eu respeitei e não telefonei, na segunda ele veio me ver estava frio e distante e disse que tínhamos que nos afastar pro bem de todos, que não dava pra viver assim e que tinha medo que tudo isto acabasse em uma tragédia, não sei se a ex dele ameaçou fazer algo comigo, ele não me disse, mas sempre deixou claro que a reação dela se caso nos encontrássemos não seria amigável. Eu disse a ele que não precisava fazer assim que tínhamos que enfrentar a situação e que ele tinha que agir dentro do que é legal, fazer Boletim de ocorrência, comunicar o que ela faz.
Bom ele foi embora disse que era pra eu ter paciência e que ele precisava pensar. na quarta apareceu aqui pq não conseguiu falar comigo, ficamos juntos, também no sábado, na segunda, na quinta enfim ele continuou a vir aqui mas agora eu tinha que ligar. Sempre dizia que me amava, que não me surpreendesse se um dia ele aparecesse na cidade onde vou morar, que diria ao filho que um dia ele tinha amado muito e encontrado alguém que o tinha feito ser ele mesmo e muito feliz. Num destes encontros disse em tom de desabafo que eu estava indo embora e que estava indo ser feliz, como se o estivesse abandonando. Bom eu parei de ligar e ele parou de vir aqui a noite. Eu sempre disse que não precisava terminar assim que poderíamos nos curtir até quando eu fosse embora daqui a 1 mês ou 2, o que seria mais lógico, mas ele acha que tem que se afastar agora. Veio uma vez a semana passada trazer um DVD e disse que tinha desistido de mudar, que um dia ele iria ser feliz e que eu era muito boa e ele não me merecia. Bom, ontem falei pelo telefone ele me pediu desculpa disse que tinha que ser assim, que tudo o que vivemos foi verdadeiro, que estava vivendo pra trabalhar, pagar as contas e para o filho até que ele possa estar seguro. Agora pergunto o que você acha ele cedeu as chantagens da ex-mulher foi fraco ou esta assim porque eu resolvi ir embora e não pedi pra ele vir comigo?
Obrigada e desculpa por escrever tanto.”
EM MUDANÇA… DUVIDA CRUEL
 
Caríssima olha só, realmente seu relato foi longo e confuso, imagino que esse seja seu estado atual…
 
Apesar de ter escrito tanto, faltaram alguns detalhes que seriam importantes para definirmos melhor, assim vou inferir um pouco.
 
Vocês se conhecem pela internet, um mês depois você vai ao aniversário dele, ele te conta toda historia “complicada” dele, diz que quer passar muito tempo contigo…Depois você diz que é atraída pela cabeça dura dele, pelo orgulho e pela carência?
 
Você já parou para pensar o tanto de atropelos que vocês viveram? O tanto de coisas que vocês simplesmente passaram por cima, sem nenhum cuidado ou solução?
Será que a carência é dele ou sua?
 
Mas, me parece que você não está segurando sua onda, a carência é sua mesmo, não é que você não resistiu e fez amor, você queria isso, era sua a necessidade de entrega e proteção, porém quando você escreve parece que é o contrário, mas vejo que é um amor infantil, irresponsável mesmo, coisa de criança, ou de mãe que quer proteger sua cria a qualquer custo e acaba sendo muito permissiva.
 
Quero lhe dizer, que não deu tempo para o seu queixo duro digerir a vida emocional dele e você entrou, você como porto seguro dele, que dá conselhos, que acolhe e quando as coisas estão mal com a “ex” (se é que é ex, parece que não terminou ainda) ele corre para você, como um cachorro perdido na mudança.
 
Minha amiga, se fosse você não investiria “ainda” nessa relação, vá para sua cidade e dê um tempo a tudo isso, não procure ninguém espere aparecer alguém bacana, que até terá problemas, mas veja se eles estão sob controle, se há segurança, e busque paz emocional, nós temos que entrar por inteiro numa relação e ter alguém por inteiro também.
Alexandre Santucci,
Psicólogo
 
Envie suas perguntas para  SeR no Divã (sernodiva@gmail.com), seu nome não será publicado.
 
Publicado no SeR em 25 de Maio de 2010 23:19

 

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.