À Mulher, o Desejo!

Mulher Cachorra Parapapanem toda mulher (ou nenhuma) nasceu pra ser chamada de piriguete, de cachorra,
nem pra ser pega num “parapapá”,
muitas mulheres merecem carinho, atenção,
muitas não sabem que merecem, por isso muitas se vão…

à mulher se reserva o tempo
de sorrir, de admirar, de namorar…
de ouvir, até cantar, respeitar

respeitar seus momentos, alguns chiliques, desejos
acompanhar, aprender com seus sonhos,
se divertir e amar

quando olhar de novo pra uma “Mulher” procure seus olhos,
deixe eles sorrirem pra você, conquiste o coração, o espirito,
não o corpo, aflito, ele se vai, a alma não…
tenha paciência, viva a sensação de se enamorar,
não precisa “pegar”, essa hora também vai chegar,
mas para ser amor, não só tesão, mas tesão, vontade e paixão
sê de fato, comprometa-se e permita comprometer…

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.