há pá e chão

 

quando as palavras se misturam
se forma uma necessidade
de se saber ouvido
muitas vezes querido
quando as pessoas se misturam
outra necessidade
de ser querer
envolvido
pessoas se perdem em pessoas,
se perdem em palavras
envelhecem sem respostas
entristecem em rompimentos
rompem o seu mais lindo destino: apaixonar
cavam covas rasas, sem nenhuma destreza
se jogam vivas, apesar de quase mortas
envelhecem por não reconhecer mais o novo,
parece óbvio,
mas é tão difícil ver o obvio…
Desculpem as velhas, mas novidade é fundamental
renovar o frescor, manter-se jovial
é entregar-se ao ciclo, saber germinar
encontrar a pureza do florescer
respingar um novo orvalho
reconhecer as estações
viver as estações
alegrar-se em apaixonar
todo dia!

 

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.