Natureza Invertida?

 

“Sim, sou gay. E estou em um relacionamento com meu namorado há cinco meses.
Desde meu primeiro relacionamento venho sofrendo lapsos de ciúmes, mas não um ciúme normal, mas sim do passado. Agora sempre que lembro de algo que o C. [Meu namorado] me contou que já fez eu fico mal imaginando tudo aquilo que ele já passou. Daí um exemplo de explosão de sentimentos explode dentro de mim: raiva, tristeza, mas não insegurança. O pior de tudo é que o que mais me afeta é o fato de ele já ter se relacionado com algumas mulheres. Não sei se sinto isso apenas pelo fato de ter dezoito anos e ser virgem [Com mulheres]. Ele diz se arrepender do acontecido, mas as cenas que eu mesmo criei em minha cabeça são impossíveis de apagar.
Às vezes eu o pergunto como foi, se ele gostou. E sempre que toco no assunto acabamos brigando.
Nosso amor é muito forte, porém isso esta desgastando nosso relacionamento. Eu amo muito ele e quero que isso acabe.
Preciso de ajuda urgente.
Obrigado.”
Natureza Invertida !!!!

Veja só, não me parece que você esteja sentindo ciúmes, pois a componente natural do
ciúmes é a ameaça da perda e pelo seu relato não é isso que te aflige.

Por outro lado você
se sente incomodado com a experiência heterossexual de seu atual
parceiro , fato que deveria ser visto como natural, uma vez que é comum acontecerem esses episódios enquanto não se encontram dentro de sua homossexualidade.

Sem querer te expor percebo que você está atuando com o que psicólogos chamam como “mecanismo de defesa” de “Projeção”. Quando você fala de ser virgem (com mulheres), me chama a atenção para esse acontecimento.

 

Estar muito perto desse acontecimento mexeu contigo, no sentido da sua pulsão de sexualidade mesmo. Ocorre que nós somos instintivamente formados para reproduzir e isso é algo que não controlamos nesse nível, controlamos apenas racionalmente, porém o impulso está presente.

Como uma forma de se proteger mental e inconscientemente, essa ideia está te confundindo, pois há um conflito, entre essa decisão racional de ser gay e a possibilidade de se relacionar com uma mulher (pulsão sexual reprodutiva – instintiva).

 

O que posso te dizer, é que é o momento de um mergulho na sua sexualidade, realmente isso não tem nada a ver com amor, nem com seu parceiro, tem a ver com você seus instintos, escolhas e decisões.
 
Alexandre Santucci,
Psicólogo
 
Envie suas perguntas para  SeR no Divã (sernodiva@gmail.com), seu nome não será publicado.
 
Publicado no SeR em Seg, 22 de Março de 2010 21:00

 

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.