Os Homens Esqueceram o que é Ser Macho?

 

Tenho 45 anos, e venho de um relacionamento de +- 8 anos com uma mulher mais nova 10 anos. Nestes 8 anos, vivemos juntos, investimos juntos, temos a mesma profissão, trabalhamos juntos, tínhamos uma afinidade para sexo fantástica. Após +- 6 anos, as coisas começaram ruir.
O que construímos juntos, ficou só para ela, e ainda tive que ouvir que eu era o culpado por todas as nossas dividas, que teria sido mais fácil e mais rápido sem minha participação. Que na verdade eu tinha sido um peso. O que discordo totalmente. Mas, como não havia escolha deixei assim mesmo, nessa fase de separação (que durou 6 meses), as atitudes dela eram de confrontação. E eu ainda queria reverter a situação, no que era totalmente ignorado. 

Após um tempo percebi que ela estava em contato com amigos meus de outro estado (amigos de infância), que ela havia conhecido por meu intermédio, achei que fosse uma forma de me atacar, e conseguiu, ela acabou indo se encontrar com esses amigos e teve um relacionamento de final de semana com um deles, e manteve contato pela internet por um tempo. Tudo isso sem esconder.
A situação só piorou quando 6 meses depois nós nos acertamos (ou acho) e voltamos a morar juntos. O que eu havia perdido, não fiz questão de recuperar, as atitudes dela foram explicadas como vingança, por ter se sentido traída (que não aconteceu ). Enfim depois de 2 anos, e todos os problemas causados por atitudes desse tipo, nos separamos novamente. E agora os caminhos dela tomam o mesmo rumo de antes (as mesmas pessoas de antes,as mesmas atitudes de antes). Como se fosse necessário me punir por algo. O pior da situação: A imagem que tinha dela foi destruída, mas ainda sinto falta, ainda não consigo deixar de pensar nela.

Estupidez tem cura ?” – Anônimo.

 

 
Homem é Cara, Mulher é Coração
 
Caro em Ruínas…
A tua história só me confirma o quanto nós estamos deixando de educar nossos filhos, por que deixaram de nos educar para ocuparmos nossos espaços e desempenhar os papeis naturais de homem e mulher.

Os anos 70 foram um marco na história dos homens, tivemos muitos avanços, um mundo novo nascia, além globalização iniciou-se a “Mulherização”. Tudo foi muito bom, mas infelizmente tivemos alguns excessos e algumas coisa se escassearam. Os homens perdidos nos novos conceitos e sob constante ataques deixaram de ser “machistas”, deixaram também de ser “machos”. Não é à toa que o número de divórcios aumentam significativamente de lá para cá, e não é por que ficou mais fácil, mas sim por que deixamos de ocupar nossos lugares e desempenharmos nossos papéis.
Caro, seu exemplo vale para todos os homens que estão em relacionamentos e os que querem entrar. É muito bom termos mulheres que participam de nossas vidas em todos os sentidos, avançamos muito, aprendemos o quanto é saudável que as mulheres estejam no mercado de trabalho, dividindo as despesas e opinando cada vez mais. No entanto esse comportamento não nos libera de exercermos nossa “natureza”:
O homem é o líder, é o que está encarregado da missão é o que está a frente e deve ser assim, pois a mulher naturalmente entende isso e precisa disso. A mulher é submissa, não por baixo, mas está SUB MISSÃO, na mesma missão LIDERADA pelo homem.
Acredito que você já entendeu onde quero chegar. Seu casamento ruiu por que você não liderou essa casa, sua mulher tentou ocupar um lugar que você deixou vago e como qualquer mulher te implorou “SEGURANÇA”, como você não deu ela te tirou coisas e te substitui. Em realidade você a traiu sim, pois não foi fiel ao seu papel, não a deixou que ela cumprisse o papel dela, que é de estar ao seu lado te apoiando e produzindo juntos.
A mulher sonha os nossos sonhos que vamos concretizar.
Meu amigo, perdoe se fui duro, mas essa mulher você perdeu, não tem como consertar, ela não te respeita mais. Agora a próxima, eu tenho certeza que você ocupará seu papel e relacionamento terá equilíbrio, pois toda vez que ela tentar ocupar seu lugar, você estará pronto para dizer a ela que é sua missão e que é você quem fará isso.

Homem é CARA, encara, vai para cima, assume a responsabilidade, paga a conta, vai para guerra, ganha a batalha e faz a mulher se orgulhar.
Mulher é Coração, encanta, tempera, eterniza, embeleza o ambiente, sonha os nossos sonhos, nos coloca para frente e nos faz se orgulhar.
 

Alexandre Santucci,
Psicólogo

Envie suas perguntas para  SeR no divã (sernodiva@gmail.com), seu nome não será publicado.

Publicado no SeR em 14 de Dezembro de 2009 02:08

 


 

Alexandre Santucci – Psicólogo, especialista em marketing, pós-graduado em Artes Cênicas – Teatro, em Medicina Psicossomática, professor universitário na área de psicologia, gestão de pessoas, enologia e  marketing/vendas, 

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.