Amor por Interesse


“É o seguinte: moro há 2 anos com meu namorado, e fui morar com ele porque ele disse que tinha intenção de oficializar nosso casamento dentro de 1 ano… o ano passou, o outro também e nada. Nunca cobrei isso dele, só que agora estou numa situação bem delicada: tenho 30 anos e um problema autoimunológico (não é Aids gente,

é Lúpus), e por conta disso estou entrando na menopausa. Já fiz todos os exames, e é isso mesmo. Sempre tive o sonho de ter filhos, então fui conversar com ele… e tive a seguinte resposta:

“Pense a seguinte situação: Você sempre sonhou em ser mãe, mora comigo há mais de 2 anos, sempre bancou meus sonhos, objetivos, esteve ao meu lado, ainda não casamos e de repente você descobre que não sou fértil. Como você reagiria??? Vou te dar a resposta: 99% das pessoas nessas situação terminam a relação! Porque hoje o amor é lindo maravilhoso, mas no futuro o assunto será tema de brigas, discussões, mágoas, etc… Se você não acredita, faça uma pesquisa nesses moldes!!!!
Ao invés de propor terminarmos de forma radical, eu sugeri que você faça um tratamento, nos preparamos a partir de janeiro e a partir de março tentamos engravidar.
Ninguém precisa saber do que está acontecendo e muito menos do nosso objetivo de colocar um filho no mundo. Trata-se de um projeto nosso!
“Deu certo, comemoramos e oficializamos nossa relação no cartório já que p/ vc é importante. Tentamos, tentamos, não deu, sentamos e conversamos, assim ponderaremos o quanto isso será decisivo p/ nós e conforme for, terminamos..”

Desculpe, mas se você inverter o papel de forma digna como eu propus acima, verá que mais uma vez estou ao seu lado diante de uma baita adversidade, propondo um plano B para tentarmos reverter.”

 

O que eu faço? Sei lá, fiquei bem triste com a impressão que ele só se casará comigo se tiver certeza que eu posso dar um filho a ele, senão é pé na minha bunda…
Não quero me casar porque engravidei e sim por amor. E também não quero engravidar sem estar casada…
O que eu faço? Será que é melhor eu terminar?
Me ajudem! Helpppppppp!!” -Camis – SP
 
Caramba!!!
Me fez lembrar a Ana Maria Braga: Acorda menina!!!

Meu Jesus amado, estou para ver tanta incredulidade e insensibilidade. Parece um acordo societário, se der certo fechamos senão você devolve meu dinheiro.

 

Desculpe o desabafo minha cara, mas parece que seu namorido tem uma visão empresarial da vida e tudo gira em torno de uma conta corrente, mais especificamente de créditos, desprezando qualquer componente emocional, algo inclusive desatualizado pois já passamos o período Capitalista Selvagem….

 

O que te dizer, francamente não devo aconselhar que se separem, mas parece que você dorme com o inimigo, o sujeito não é só egoísta é egocêntrico e isso é pior, por que ele acredita que está te fazendo bem.
É profeta, pois diz que lá na frente vão se desentender… E falso, pois não quer que ninguém saiba do plano maravilhoso que ele criou para a SUA vida…

Veja bem, não conheço a vida anterior de vocês, nem ao menos o seu comportamento dentro deste relacionamento, mas pensemos juntos: Será que vale a pena viver com alguém que não cumpre suas promessas?
Falando de duas pessoas adultas que dizem se gostar e apresentar um plano falível, condicionar seu amor e relacionamento é saudável?

Pense nisso, você ainda é muito jovem e mesmo com essa patologia (tratável) você tem condições de arrumar alguém que realmente se preocupe com você, que realmente queira estar com você.
Quero finalizar com alguns versículos do maravilhoso apostolo Paulo (na carta aos coríntios cap. 13):
4          O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
5          Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6          Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
13       Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

Alexandre Santucci,
Psicólogo

Envie suas perguntas para  SeR no divã (sernodiva@gmail.com), seu nome não será publicado.

publicado no SeR em 11 de Novembro de 2009 17:47

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.