Notas Musicais: Nova Bossa Brasileira

 

Em meio a tantas novas atrações no cenário musical parece que anda esquecido o Brasil país do Samba, ritmo que misturado aos clássicos, a música eletrônica, foi dando origem a outros ritmos levando o Brasil para o exterior pelo seu jeito simples e diferente, um jeito tão simples e diferente que nos anos 50 ganhamos um novo ritmo batizado pelas ruas, pelo popular, pela gíria carioca que queria dizer a mesma coisa: Simples e Diferente isso é Bossa, é a nossa Bossa Nova!

Do mesmo jeito que que saiu da boca a Bossa Nova, se esqueceu o termo. Agora quando alguém tem a ousadia de encher a boca para falar, isso é bossa, ou fulano tem bossa, ou falta um pouco de bossa aqui, parecem que os ouvidos se alegram e o coração bate mais gostoso.


Esse ambiente de bossa parece estar voltando com nomes que vem fazendo um som muito bacana, tão bacana que aos poucos novos ouvidos estão se acostumando e pedindo mais. E não é que o mais está chegando: três novos nomes vem com essa melodia, essa musicalidade que a Música Popular Brasileira propõe:

Eles são donos de belas vozes, letras bem construidas e melodias que fazem a gente esquecer a vida e mergulhar nessa sonoridade. Falamos de Mallu Magalhães, Marcelo Jeneci e Roberta Spindel.

São talentosos e vitoriosos, são de uma nova geração que traz a carga genética de polos musicais como Rio de Janeiro, São Paulo e pés no Nordeste. Essa força traz energia e vitalidade, mas também herança de muito que foi brilhante nessas terras, aliadas a tudo que a modernidade oferece, tanto musicalmente como nas formas de se expor.

Mallu Magalhães é paulista, Marcelo Jeneci também, porém filho de pernambucano e Roberta Spindel carioca da gema.
Em Mallu sentimos uma bossa mágica, uma voz que nos enfeitiça, inebria, é assim que sentimos ouvindo, por exemplo: “Velha e Louca”, que delicia! Percussão e Violão…. magia pura.
Já Marcelo Jeneci, que tem uma bela voz feminina o acompanhando: Laura Lavieri, mistura suas raízes para fazer uma bossa muito alegre, tão alegre que em “Felicidade” parece que estamos em uma roda gigante.
A carioca Roberta Spindel apresenta uma bossa celestial, com sua voz forte, suas versões que emplacaram sucessos presentes em novelas, como “Se Eu quiser Falar com Deus”, e em “Aqui e Agora” sentimos a re-ligação com o universo criativo.

NO

Para Saber Mais e Ouvir:

Mallu Magalhães mallumusic.com.br

Marcelo Jeneci marcelojeneci.com.br

Roberta Spindel robertaspindel.com.br

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.