Notas Musicais: Nova Bossa Brasileira

 

Em meio a tantas novas atrações no cenário musical parece que anda esquecido o Brasil país do Samba, ritmo que misturado aos clássicos, a música eletrônica, foi dando origem a outros ritmos levando o Brasil para o exterior pelo seu jeito simples e diferente, um jeito tão simples e diferente que nos anos 50 ganhamos um novo ritmo batizado pelas ruas, pelo popular, pela gíria carioca que queria dizer a mesma coisa: Simples e Diferente isso é Bossa, é a nossa Bossa Nova!

Do mesmo jeito que que saiu da boca a Bossa Nova, se esqueceu o termo. Agora quando alguém tem a ousadia de encher a boca para falar, isso é bossa, ou fulano tem bossa, ou falta um pouco de bossa aqui, parecem que os ouvidos se alegram e o coração bate mais gostoso.


Esse ambiente de bossa parece estar voltando com nomes que vem fazendo um som muito bacana, tão bacana que aos poucos novos ouvidos estão se acostumando e pedindo mais. E não é que o mais está chegando: três novos nomes vem com essa melodia, essa musicalidade que a Música Popular Brasileira propõe:

Eles são donos de belas vozes, letras bem construidas e melodias que fazem a gente esquecer a vida e mergulhar nessa sonoridade. Falamos de Mallu Magalhães, Marcelo Jeneci e Roberta Spindel.

São talentosos e vitoriosos, são de uma nova geração que traz a carga genética de polos musicais como Rio de Janeiro, São Paulo e pés no Nordeste. Essa força traz energia e vitalidade, mas também herança de muito que foi brilhante nessas terras, aliadas a tudo que a modernidade oferece, tanto musicalmente como nas formas de se expor.

Mallu Magalhães é paulista, Marcelo Jeneci também, porém filho de pernambucano e Roberta Spindel carioca da gema.
Em Mallu sentimos uma bossa mágica, uma voz que nos enfeitiça, inebria, é assim que sentimos ouvindo, por exemplo: “Velha e Louca”, que delicia! Percussão e Violão…. magia pura.
Já Marcelo Jeneci, que tem uma bela voz feminina o acompanhando: Laura Lavieri, mistura suas raízes para fazer uma bossa muito alegre, tão alegre que em “Felicidade” parece que estamos em uma roda gigante.
A carioca Roberta Spindel apresenta uma bossa celestial, com sua voz forte, suas versões que emplacaram sucessos presentes em novelas, como “Se Eu quiser Falar com Deus”, e em “Aqui e Agora” sentimos a re-ligação com o universo criativo.

NO

Para Saber Mais e Ouvir:

Mallu Magalhães mallumusic.com.br

Marcelo Jeneci marcelojeneci.com.br

Roberta Spindel robertaspindel.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: