vem de repente

vem de repente
uma onda, uma vida, diferente

 

vem de repente
como um repente, de alguém que não se arrepende
 
uma sensação, insensata, arrebatada
dá um banzo, de sei lá o quê
um frio na barriga, arrepio, boca seca, calada 
uma paixão? por você?

 

os olhos se encontram em sorriso
algo muito impreciso
fala uma língua desconhecida
de alguma forma percebida
um molejo de uma dança nova
de corpos que ainda sem prova
 
talvez não deva…
talvez não possa…
coração, ah coração…
surpreende…eu?
eu nem sonhava
 
tosco, visto ao longe
me visto e me dispo
me disponho, estranho
eu nem sonhava

 

 

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.