Será que não devia?

Somewhere in…

Largar tudo, me atirar

Atirar-me até perder o chão de novo
Ungir-me de poder e glória, mas sobretudo de amor
Rirei de mim eu sei, o que me importa, prefiro te ver se revelar
Ainda que falem baixo, muitos se orgulham, é corajoso

Muitos dirão um par de paixão, consciência, sensibilidade, amor de ator
Outros ainda por perto acompanham um sensação de libertar
Tarde, depois da jornada, te encontrarei animada sorrindo para mim, em meio ao frenético andar desse povo
Ainda que falasse a língua dos anjos…..

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.