Atualizando e Atualidades


Frutas vermelhas e saúde

O inverno que nos atrai e nos convida a um bom vinho, normalmente tinto, também é marcado pela mudança das cores
naturais, bastar passear num sacolão para ver como as frutas ficam mais vermelhas, tintas.
Pois é, recentemente recebi um artigo, mais precisamente um trecho da dissertação de mestrado da nutricionista Janine
Ginani, da Universidade de Brasília (UnB), onde ela defende o acido elágico, como um responsável pelo mecanismo
antioxidante ou de antienvelhecimento em células.
Esse estudo mostrou que o ácido elágico atua como um “escudo” protegendo as moléculas mesmo que os radicais livres
sejam formados em pequena quantidade.
Essas substâncias presentes na cereja, na framboesa, nas nozes, na amora, no morango, e na uva, também conhecidos
como polifenóis são compostos naturalmente e presentes nas plantas responsáveis pela mudança de cor, conforme o
amadurecimento. O ácido elágico está associado à coloração vermelha das frutas.
A cor serve para atrair insetos que irão polinizar as frutas, o que lhe garante um papel de auxiliar na reprodução. Ao mesmo
tempo, a substância também serve para protegê-las, pois é tóxica para pragas, vírus e bactérias.
No caso do vinho, o resultado é que se encontra uma grande quantidade dessas substâncias e segundo Janine, só perde
para amora preta; como esta é difícil por aqui, tomemos vinho tinto e aproveitemos bem este inverno.

Publicado por Alexandre Santucci

Escrevo, comunico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.